sexta-feira, 28 de abril de 2017

28 de abril de 2017


Convocaram uma greve geral, há reinvidicações contra a reforma da previdência e trabalhista.
Particularmente a trabalhista nem me incomoda tanto, mas é preciso estar atento a pontos importantes.

Já a reforma da previdência é um ultraje. Você trabalha 30 anos e não pode usufruir dos benefícios do SEU suor e esforço? Não, foi preciso mudar a idade com FHC e agora querem mais anos. Imagina um jovem que por sorte, ou competência mesmo, com 18 anos é empregado e não perde seu emprego ou passa em um concurso público. Não poderá se aposentar com 48 anos de idade, 30 anos de contribuição, precisa esperar a idade para receber integralmente.
A lei se mudar, ele aposentará com quase 50 anos de contribuição. Um absurdo.

Está faltando dinheiro na previdência dizem. OK, vamos listar algumas coisas que podem ajudar.

- Parar de roubar o dinheiro do pagador de impostos, vai sobrar e pode ser investido na previdência.
- o dinheiro da previdência ser só para a previdência, atualmente a "seguridade social" come esse dinheiro.
- diminuir os gatos públicos: sem regalias como cartão corporativo, passagens pagar pelo erário, carro oficial, combustível pago pelo erário, residenciais oficiais para parlamentares.
- diminuir o número de deputados federais em 1/3, seus salários e as verbas de gabinete.
- não financiar sindicatos, partidos ou ONGs que não visam o trabalho social com pobres, órfãos, desabrigados e famintos.
- não roubar (acho que já disse isso).

Essas são algumas medidas que sem dúvida irão mudar muitas coisas além das previdência. Sou de uma visão política de direita, mas não sou idiota. Hoje engrosso a população paralisada, sem ideias partidários, sem apoiar sindicatos pelegos, sem gritar palavras​ de "ordem imbecis" da massa homogênea da esquerda raivosa. Não sou a favor de greve, sou contra inclusive, mas hoje não tem jeito, lembro que greve não é coisa de vagabundo, mesmo que vagabundos façam e até organizem greves.

Esse assunto é sério, e junto com a lei a ser votada sobre "abuso de autoridade", são uma perda lastimável se passarem no congresso. Está na hora da desobediência civil, sem violência ou quebradeira, mas democracia significa literalmente "governo do povo" e república é o "governo por representantes", então penso que passou muito da hora do povo mostrar sua força de governo e pressionar seus representantes a fazer o que interessa ao povo, não há alguns. O ideal coletivo da Filosofia Clássica não é socialismo, é eqüidade. Gosto sempre de lembrar que igualdade não é sinônimo de justiça, nem são parentes próximas, outra coisa é "justiça social" e socialismo, coisas bem distantes que essas reformas não contribuirão para acontecer.

Sou contra essa reforma da previdência, sou contra até a previdência, mas isso fica pra outro dia.
#GreveGeral #EssaReformaDaPrevidênciaNão

quarta-feira, 15 de março de 2017

Você é nosso convidado para dia 18/03/2017, participar conosco de um delicioso Café Filosófico. Teremos uma fala do Professor Rogério Penna sobre "Responsabilidade individual", claro que sua participação é de extrema necessidade para juntos, pensarmos e discutirmos sobre Filosofia.
Gentilmente o Crepe das Artes será nosso nosso parceiro, irá nos ceder o espaço gostoso que eles possuem, além disso, você poderá se servir das delícias oferecidas pela creperia mais deliciosa da cidade.
Venha discutir conosco esse tema, vamos realmente PENSAR JUNTOS FILOSOFIA.

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Lições aos meu alunos II - Qualidade do trabalho manuscrito

A escrita sem ruídos de comunicação

                Normalmente os trabalhos escolares são impressos, facilita muito a vida de quem faz, contudo, eu sou amante da escrita à mão. Sempre que vou esboçar um texto, recorro ao meu caderno, ao lápis ou à caneta. Inclusive existe um estudo que afirma ser muito bom para fixar o conhecimento, a boa e velha caneta e papel[1]. Não apenas por essa razão, particularmente não sabia desse estudo quando comecei a cobrar de meus alunos trabalhos manuscritos, assumi como forma de trabalho, a pesquisa de temas da minha aula (Filosofia), que deveriam ser feitos à mão e entregues.
O meu objetivo é que haja a leitura do texto a ser pesquisado e, a partir disso, observe-se os pontos pedidos para serem pesquisados, faça a síntese das ideias necessárias, e desenvolva sua escrita, redigindo assim seu trabalho de pesquisa. Desenvolvendo sua habilidade leitora, de identificar ideias de um texto, de observar as ideias relevantes, de desenvolver uma síntese e finalmente expressá-la desenvolvendo finalmente sua habilidade escritora.
Pensando nisso, é preciso atentar para alguns pontos. E vou falar aqui sobre dois apenas: a grafia e a gramática.
Devemos ter todo cuidado e zelo para escrever um trabalho, uma redação, um texto qualquer à mão. A grafia ruim é um grande impedimento para a leitura e compreensão de um texto. O “garrancho”, atrapalha o entendimento e a identificação dos objetivos de pesquisa ou do texto que se pretende escrever e apresentar.
Caso não seja compreensível a leitura, não será possível uma avaliação justa da produção, seja pesquisa ou redação. A não compreensão de algum ponto contará contra o escritor, pois sua capacidade de se comunicar com o leitor está difícil, “embaçada” pode-se dizer, tal qual um espelho no banheiro cheio de vapor do banho, mesmo passando um pano ou mão no espelho e tentando tirar o que atrapalha, não fica perfeito. Esse ruído na comunicação deve ser evitado por completo entre escritor e leitor.
Outro complicador é a gramática, escrever errado como, por exemplo, não conjugar verbos, não usar plural, pronomes, substantivos e adjetivos usados indevidamente ou escritos da forma errada, por atrapalhar um bom texto e uma boa pesquisa.
Sugiro como solução para a grafia ruim, o treino da escrita em um caderno de caligrafia ou simplesmente o cuidado na hora de escrever, fazendo-o com calma e caprichado.
Já para os erros gramaticais, sugiro além do estudo da norma culta da língua, a constante leitura, livros, revistas de qualidade, textos em sites e blogs que não só informem, mas também formem o leitor, histórias em quadrinhos, desde a mais tenra idade.
Essas sugestões, creio eu, não só irão melhorar sua escrita, gramatical e esteticamente, como também será excelente suporte para escrever redações, textos informativos no trabalho ou em casa (orientando alguém sobre algo). Permitirão que você se expresse com clareza e objetividade, além de uma boa nota em sua atividade escolar.
Que lhe seja de proveito.

Professor Rogério Penna - Filosofia




[1] Confira reportagem sobre o assunto: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/07/1482537-escrita-a-mao-ajuda-a-fixar-mais-dados-apontam-estudos.shtml